Veja quem são os criminosos mais procurados de Minas Gerais

11 maio 2022
Fique por dentro de todas as notícias pelo nosso grupo do WhatsApp!

Dos 21 alvos considerados prioritários para o sistema de Segurança Pública de Minas, 12 ainda são procurados pela polícia. Eles fazem parte da quarta edição do programa “Procura-se”, lançada em abril de 2021.

 

O projeto busca a prisão de indivíduos foragidos da Justiça, com mandados de prisão em aberto. Além da prisão, a divulgação dos procurados também contribui para inibir a circulação dos criminosos listados. 

 

O Procura-se é coordenado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública e tem a parceria da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e Ministério Público do Estado.

 

A população pode ligar gratuitamente para o Disque Denúncia, pelo número 181, para dar informações sobre um dos procurados.

 

Veja quem ainda é procurado:

 

Dalmo Gomes Dos Santos:  é um dos líderes do tráfico de drogas na Grande BH, com atuação violenta. Tem ligação com o PCC e com narcotraficantes paraguaios. A Polícia acredita que ele esteja foragido no exterior e que tenha realizado cirurgias plásticas para mudar a fisionomia.Márcio Carmo Pimentel: atua na modalidade criminosa do novo cangaço, participando de ataques violentos a bancos, carros-fortes e transportadoras de valores. É considerado um dos mais perigosos assaltantes do Brasil, conhecido como “Rei do Cangaço”. Possui, pelo menos, 13 mandados de prisão em aberto nos estados de Goiás, Mato Grosso, Bahia e Minas Gerais.Joaquim Daniel da Conceição Magalhães: é envolvido com o tráfico de drogas em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira. Tem ligação ainda com narcotraficantes do Morro do Alemão, na capital do Rio de Janeiro.Fábio Antônio Gallego: procurado por extorsão mediante sequestro, além de ser suspeito de envolvimento com o tráfico interestadual de drogas. A Polícia acredita que ele teria pago valores altos para ser resgatado da Penitenciária de Contagem I - Nelson Hungria, em 2014.Joldean Lopes de Oliveira: atua na modalidade criminosa do novo cangaço em ataques violentos a bancos, carros-fortes e transportadoras de valores. Tem atuação nos estados do Pará, Tocantins, Goiás, Maranhão e Minas Gerais.Alvair dos Santos Oliveira: é integrante de quadrilha de assalto a bancos com atuação nos municípios de Janaúba, no Norte de Minas, e em Salto, no interior de São Paulo. Participou de ação de explosão com disparos de armas longas de grosso calibre em Riacho dos Machados, também na Região do Norte de Minas.Osmar Celestino dos Santos: é autor de feminicídio tentado em Manhuaçu, na Zona da Mata mineira. Osmar já tinha antecedentes de agressão e ameaça à mulher, histórico de descumprimento da medida restritiva de aproximação da vítima e ameaçou o juiz que lhe impôs a medida. Fugiu do local em que tentou matar a ex-esposa abandonando revólver e faca.Rafael Carlos da Silva Ferreira: é chefe de organização criminosa atuante no tráfico de drogas no Aglomerado Cabana do Pai Tomás, na capital mineira. Possui três mandados de prisão em aberto. A Polícia acredita que ele tenha envolvimento em crimes em outros estados do Brasil. Marcos Cardoso Santana: tem atuação como chefe de organização criminosa do Aglomerado da Serra, em Belo Horizonte. É procurado também por homicídio e tem três mandados de prisão em aberto.Françoar Correia dos Santos:  lidera organização criminosa atuante no tráfico de drogas na Vila Itaipú e no Aglomerado do Borel, na capital mineira. Também é autor de homicídio.Julio Cesar de Jesus Silva: é chefe de organização criminosa com atuação no tráfico de drogas do Aglomerado Madre Gertrudes, na capital mineira. Também é autor de homicídio e tem três mandados de prisão em seu nome.Marcos Paulo dos Santos Queiroz: é conhecido como homicida na Vila Itaipú e no Aglomerado do Borel, situados na capital mineira. Atua ainda como gerente do tráfico de drogas nessas regiões. 

 

Mais informações estão disponíveis no site do programa. 


VEJA TAMBÉM
FIQUE CONECTADO