Quem é o segundo brasileiro mais rico do país e que ajudou a criar o Facebook?

01 set 2022
Fique por dentro de todas as notícias pelo nosso grupo do WhatsApp!

Eduardo Saverin tem fortuna avaliada em R$ 52,8 bilhões, segundo a revista Forbes, e está atrás apenas de Jorge Paulo Lemann entre os maiores bilionários do Brasil. Eduardo Saverin, durante conferência realizada em Singapora, em 2013.

Roslan Rahman/AFP/Arquivo

O empresário Eduardo Saverin é o segundo maior bilionário do Brasil com fortuna estimada em R$ 52,8 bilhões pela revista Forbes. Ele é conhecido por ser um dos cofundadores do Facebook junto com Mark Zuckerberg, que conheceu enquanto estava na faculdade.

No Brasil, Saverin está atrás apenas do empresário Jorge Paulo Lemann, que tem patrimônio de R$ 72 bilhões. Na lista da Forbes com bilionários de todo o mundo, ele apareceu na 185ª posição em 2022.

Saiba quem são os 10 maiores bilionários do Brasil, segundo ranking da Forbes

Eduardo Saverin nasceu em 1982 na cidade de São Paulo, mas foi criado nos Estados Unidos. Ele se formou em economia em Harvard, onde conheceu Zuckerberg e ajudou a criar o Facebook em 2004. Sua fortuna veio de uma participação minoritária da empresa, que viria a crescer anos mais tarde.

Nos anos seguintes, Saverin e Zuckerberg discordaram sobre os rumos da empresa. O embate foi parar na Justiça e foi retratado no filme "A Rede Social" (2010), em que Saverin é interpretado pelo ator Andrew Garfield.

Os atores Andrew Garfield (à esquerda) e Jesse Eisenberg no filme "A rede social". Garfield interpretou Saverin na obra

Divulgação/Columbia Tristar Marketing Group

O brasileiro fez o investimento inicial necessário para começar as operações da empresa, segundo o livro "Milionários Acidentais", de Ben Mezrich, publicado em 2012.

Ele apareceu pela primeira vez na lista de bilionários da Forbes em 2011, após a abertura de capital do Facebook, que fez valorizar sua participação

O empresário vive com a mulher e o filho em Singapura desde 2012, quando renunciou a sua cidadania americana.

Desde 2016, ele é responsável pelo fundo de risco B Capital, criado com o Boston Consulting Group e o investidor Raj Ganguly. O fundo tem US$ 6,5 bilhões em ativos e é voltado principalmente para empresas de tecnologia em estágio avançado na Ásia, na Europa e nos EUA.

Em julho de 2022, o fundo levantou US$ 250 milhões para investir também em startups de estágio inicial.


FONTE: G1 Globo


VEJA TAMBÉM